escorraçado pelo "papa"

está confirmado que afinal aquilo que eu sempre suspeitei é verdade.
a mensagem que recebi de um valente, corajoso e digno anónimo deita por terra o que alguns me diziam ser uma "teoria da conspiração em formato mania da perseguição":
"quando fumavas e bebias umas bojecas nos estágios do porto não te queixavas de nada.só que o papa decidiu escorraçar-te e lá foste tu pro desemprego.de caminho começas aos berros como fazias no bombástico.as figurinhas que alguns fazem. tristeza... (10-02-2009 2:41)"
apenas faço uma ligeira rectificação, por ser verdadeira: na realidade fumava e bebia nos estágios do porto, como fumava e bebia nos estágios do sporting, do benfica e da selecção, só que os cigarros que fumava e os copos que bebia era eu que os pagava e não o porto o sporting o benfica ou a selecção. bebia e fumava mas também comia, só nunca fui "comer a fruta" que era colocada à discrição nas "suites"...

Comentários

Meu caro quem és tu? Tu não existes!
O Presidente do F.C.Porto ia dar importância a uma pessoa que não existe?!

Cai na real, só serves para dizer umas graçolas e mais nada. Vieste embora por incompetência e basta!
Caro Dragão e Caro José carlos:

Aqui o unico que pode dar na cabeça do josé carlos sou eu!!
que fique bem esclarecido isso!

Agora tenho a certeza que te fizeram a cama Zé carlos, mas foi por tu não teres sido isento, coisa que continuas a não ser.

Mas gosto de te ler e de te contrapor, embora a minha escolaridade e a minha capacidade de escrita não se comparem á tua.

Apesar de seres lampião e teres entrevistado o Kitt carlos, eu assumo que gosto de ti...

p.s. espero que não ponham em causa a nossa sexualidade por causa disto. abraço apertado de um bom dragão
Anónimo disse…
Dragao a pergunta que se poe é quem és tu! Toda a gente que aqui vem conhece o José Carlos Soares a ti é que dúvido!
é caso para perguntar:

quem és tu ze carlos?

ganhem juizo
Aurélio o sentimento é mútuo, mas sem bichanices é claro.
E que fique claro que o "dá na cabeça oficial" do Zé Carlos é o Aurélio, os outros são todos imitações chinesas.
O Pinoka disse…
“…só nunca fui "comer a fruta" que era colocada à discrição nas "suites"...”

Eh lá!!!!
Querem ver que a fruta do apito dourado é da mesma árvore da dos estágios do Porto…
Uuummhh!!!!! Que estranha coincidência…

Abraço Zé
Manda-os apanhar morangos
eu conheço alguns jornalistas que fazem nos estagios dos clubes aquilo que a esposa não os deixa fazer em casa, e garanto-vos que não é no estagio de nenhum clube da cidade do Porto...

Sei de clubes que pagam 1000 euros a jornalistas para não publicarem certas noticias.

Por acaso do Ze carlos nunca ouvi nada...

mas lanço uma pergunta:

o ze carlos ia acompanhar o FC PORTO, ficava no mesmo hotel, os jogadores em estagio recolhem cedo, o ze carlos escreve e envia o seu trabalho, depois disso nada nem ninguém tem a ver com a vida pessoal dele, nem q o presidente do porto lhe metesse 5000 putas na cama, é algo que só ao ze carlos e a sua consciencia diz respeito.
Ricardo Batista disse…
Se o Zé Carlos não fossem "ninguém" como alguns apregoam, não passavam aqui a vida com ameças e conversas da treta.

Continua Zé Carlos!
Anónimo disse…
Diz o Dragão, de nome vila pouca.. quem és tu? lol não é a primeira vez que hoje que o vejo com comentários pouco felizes. Cresce e aparece rapaz! e tem um pouco de civismo que é o que parece não teres!
AB
Zé da Póvoa disse…
Mas há alguém a quem possa passar pela cabeça que Pinto da Costa ou qualquer outro dirigente do FCP ia perder um só segundo com um jornalistazinho de trazer por casa?
Ainda por cima manifestamente incompetente e tendencioso? Ora bolas, o mundo está mesmo perdido!
Sei quem tu és!!! disse…
Aurélio Estropício no seu melhor! Agora acha que tem o monopólio de dizer ASNEIRAS!
Palhaço, volta para o Chen... para o meio da tua familia Símia!
Anónimo disse…
Caro amigo:


Começo por apelar à sua memória.
Saberá que foi Pedro Proença o senhor que teve a segunda arbitragem mais escandalosa dos últimos anos (falo das que foram em prejuízo do Benfica), quando, por alturas do final da época de 2004/2005 (último título do Benfica, sob o comando de Giovanni Trapattoni), numa deslocação importante do Benfica a Penafiel (presidido por António Oliveira e reconhecidamente um dos bastiões do Dragão), escamoteou ao meu clube dois penaltys escandalosos, além de inclinar constantemente o campo. O Benfica perdeu por 1x0.

Saberá também que foi o mesmo Pedro Proença, o árbitro de um dos mais polémicos jogos de 2006/2007, um Porto x Sporting. Concedendo ao Porto um livre indirecto a dois metros da baliza do Sporting, num lance que considero dos mais ridículos que tenho memória no futebol nacional. O Porto venceu esse jogo por 1x0 (com o tal golo de Raúl Meireles) e venceu esse campeonato com mais um ponto que o Sporting e dois (ou três) que o Benfica.

Serve isto para desmontar a tese que sabiamente pessoas com ligações ao FCP lançaram pelos orgãos de comunicação social, e mesmo pela blogosfera (oficiosa), tese essa segundo a qual, pelo facto de Pedro Proença ser sócio do Benfica (algo que ainda não vi provado), favoreceria o seu clube do coração. Nunca aconteceu, antes pelo contrário.
Mesmo que seja sócio do Benfica, nada me diz que essa não é uma manobra de distracção, para os danos que impõe sempre que apita jogos de capital importância.

Continuando. Essa mesma estratégia azul, atingiu a Taça da Liga. Porquê? O FCP apregoou aos 7 ventos, o facto de ser constantemente lesado numa Taça que pouco lhe interessa. Nomeadamente nos dois penaltys contra o Vitória de Setúbal (acabou por vencer o jogo por 2x1 frente áquela que para mim é a equipa mais fraca do principal escalão. Leandro Lima, jogador do Porto, converteu o primeiro penalty quando ainda haviam 30 minutos para jogar, falhou o segundo - que diga-se foi pessimamente batido, quando faltavam menos de 10). A ideia de uma cabala contra o Porto ganha forma.
Forma que se acentua ainda mais após o duelo contra o Sporting na mesma Taça que pouco interessa ao Porto. A esse propósito direcciono-o para aqui (http://relvado.aeiou.pt/?st=78780) num artigo escrito por um portista daqueles mais ferrenhos. A ideia que lá transparece foi alías comentada noutros meios, após a partida.

Mais. Benfica x Braga. Clube do Minho claramente prejudicado. Dir-se-á, como se disse, 'lá estão eles a levar o Benfica ao colo'. Mesmo depois, e as provas estão aí para quem as quiser ver, do Benfica ter sido prejudicado em 7 partidas (algumas das quais, diga-se que mesmo assim ganhou).
Na jornada seguinte, um Braga x Porto, onde todos pensariam que jogando na casa do adversário, o Porto pagaria a factura da arbitragem anterior. Nada disso. Quem foi nomeado para apitar a partida? Paulo Costa, habitualmente arredado dos jogos dos grandes, árbitro da AF Porto. Resultado? Porto claramente beneficiado, no mínimo em proporções semelhantes ao Benfica.

Estes factos aconteceram, são passíveis de diferente interpretação pelas pessoas. Mas existem, reconhecendo serem uns mais objectivos do que outros.
Vamos agora ao clássico. Mais um Porto x Benfica, curiosamente e muito estranhamente, 33 anos depois do último penalty assinalado no Dragão (Antas) a favor do Benfica. Pessoalmente considero impossível, que em 33 anos não haja um lance passível de grande penalidade na área do visitado, num confronto entre duas equipas semelhantes. Mas isso são outros apitos.

* Minuto 4, lance na área do Porto, entre Suazo e Bruno Alves. Bruno Alves protege a bola, Suazo agarra-o várias vezes e fortemente, fazendo falta. Árbitro apita bem, marcando a infracção. Quando o hondurenho larga o português, este responde com uma espécie de um coice, falhado. Tentativa de agressão punível na lei. Segundos depois abraçam-se, prática comum após as asneiras de Bruno Alves.
* Minuto 16, lance entre Lisandro e Katsouranis. Com a bola longe, o argentino pisa a coxa do grego que se encontra no chão, após saltar sobre ele. Podem dizer que não foi propositado, mas eu não acredito que os jogadores não saibam onde põem os pés, especialmente quando a bola já vai longe. E principalmente tratando-se de Lisandro.
* Minuto 19, lance na área do Benfica entre Lucho e Reyes, provavelmente o mais passível de discussão ao longo do jogo. É indesmentível que o espanhol toca no argentino. Penalty claro se Lucho se deixasse cair, sentindo-se impedido de continuar a jogada. Lucho não deixou. E ao fazê-lo deu uma lição de seriedade, e do que devia ser o futebol, a adeptos, treinadores, dirigentes, colegas de equipa. E aumentou a consideração que tenho por ele. Lucho não caiu porque se sentiu em condições de prosseguir a jogada, tal como o fez, endossando a bola para remate perigoso de Fucile. Volto a recorrer à sua memória. Lembrar-se-à de um lance, no último Belenenses x Benfica na área do Belenenses entre Suazo e Júlio César. O guarda-redes brasileiro toca (indiscutivelmente) no avançado hondurenho, que prossegue a jogada por um segundo, deixando-se cair de seguida. Todo o Portugal (incluindo eu) o chamou de simulador, o árbitro da partida (Elmano Santos) mostrou-lhe o amarelo. Ninguém discutiu. E apesar de tudo há diferenças entre os dois lances. O toque de Reyes deixou Lucho ainda na posse de bola. O toque de Júlio César podemos discutir se impossibilitou ou não de deixar Suazo chegar à bola. Dizem doutos senhores que lei da vantagem não é dada em penaltys. Quando? Quando o jogador que sofre o toque, fica impossibilitado de chegar à bola, seguindo esta para um seu colega. Não foi o caso e sejamos intelectualmente honestos, tal como Lucho foi. Porque facilmente recorro a centenas de casos (e isto acontece principalmente quando há um duelo entre um avançado isolado e um guarda-redes) em que ninguém discute que há penalty quando o guarda-redes dá um toque no avançado. Se o avançado vê que não consegue chegar à bola, e se atira para o chão, é um simulador. Se cai de imediato, discutem-se 'intensidades'. Como foi o Porto, Lucho é um ingénuo, e o árbitro um 'gatuno'. Mais ainda, não são raros os adeptos do Porto que em lances semelhantes se socorrem da tirada ' futebol não é basket, é um jogo de contactos'. De acordo, joguem mas é futebol positivo!
* Minuto 27. Pisão de Sidnei a Lucho, quando tenta disputar a bola. Ouve-se Jorge Coroado (não devia ser preciso dizer mais nada, penso até que é o único ex-árbitro que o refere) dizer que Sidnei devia ter sido expulso. Ridículo. Apesar de tudo, portistas vejo que partilham da mesma opinião. Ainda assim pergunto, qual a diferença entre este lance e o de Lisandro com Katsouranis, exceptuando o facto de neste a bola estar em disputa entre os dois jogadores.
* Minuto 52 e 64, cartões amarelos ridículos a Maxi Pereira (num lance de falta, mas normal e a meio campo, com Rodriguez) e a Katsouranis (nem toca no incendiário Raul Meireles) respectivamente. Convém dizer que ao minuto 50, Proença mostra o primeiro amarelo do jogo a Fernando, numa falta sobre Aimar, que o justificou. Assistimos porém a um equilibrar, e depois desiquilibrar dos pratos da balança a favor da equipa da casa, numa espécie de antevisão do que viria a seguir.

* Minuto 70. Penalty para o Porto. Sobre este lance, não adianta alongar-me. As imagens falam por si. Digo só, que cai no rídiculo quem diz que o braço de Yebda alguma vez impede 'David Lisandro Copperfield', ou 'Michael Lisandro Phelps' (como quiserem), de prosseguir a marcha. E para cair no ridículo já basta Pedro Proença. Sobre este lance direcciono-vos para aqui, opinião de três árbitros no activo. Embora ache que não seja preciso.



Conclusões do clássico:

1 - o Porto, ao não apresentar a constituição oficial da equipa do Benfica, ao não colocar a bandeira do Benfica junto com a sua e a da Liga, e ao não permitir (em conluio com outros responsáveis) a entrada dos adeptos do Benfica a tempo do início do jogo, demonstrou a sua pobreza de espírito e o facto de ainda fazer o que quer quando jogo no seu estádio.

2 - Jesualdo Ferreira cometeu um erro tremendo ao deixar a equipa a descansar para o jogo com o Sporting. Viu-se que poupar Pedro Proença era mais do que suficiente. Pelo contrário, comprometeu o prestígio da equipa ao perder por 1-4 com um rival directo e promoveu ainda uma divisão perigosa no seio do plantel, catalogando jogadores como titulares e suplentes.
Sobre as suas declarações à imprensa, já nem falo.

3 - o Porto já pode encomendar as faixas de campeão, 2008- 2009.


Melhores cumprimentos, não vamos deixar passar isto em claro!
Anónimo disse…
Caro Zé Carlos, verifico que se considera quiça um homem bonito e que diz umas graçolas. Mas já falou com alguma mulher que tivesse a mesma opinião? O conselho que lhe dou é colocar espelhos lá em casa.
Anónimo disse…
Cá para mim a mulher deste anónimo acha que o zé carlos é um gajo bonito.
Carlos Saraiva disse…
Caro Ricardo Batista, no meio de tantos, tinha que haver um comentário com sentido. Obrigado!

http://chutodeletra.blogspot.com/
Anónimo disse…
Toquei-te na ferida ... LOL

Eu sou um simples anónimo com um emprego banal e que tem uma vida banal.

Sou um Zé Ninguem.

Mas lembro-me perfeitamente dos fretes que fizeste ao papa, aliás, na altura a tvi só fazia fretes ao papa, porque este estava zangado com a SIC.

Quanto às meninas nas suites, se eu estivesse no teu lugar ... olha que elas marchavam: era logo os três pratos que eu escolhia ... LOL ... a carne é fraca pá.

Se não as comeste ... foste nabo ... eu comia-as ... LOL

Eu um dia destes mando-te um email a identificar-me, talvez para a gente esclarecer melhor isto, já que, um anonimo como eu ter direito a um "post dedicado" não é normal.

Ah ... temos que combinar tomar uns cafés e fumar uns cigarros, desde que tu pagues ... LOL.

Vá ... abraço.
16 comentários só quando fizeste anos.
O que faz um Dragão!
Anónimo disse…
hahahahhahhahahahha
o anonimo tb gosta de putas!!!

foda-se não sou o unico!!

ze carlos quando puder investigue quem é o howard king!
Anónimo disse…
Olha que este anónimo é BURRO! Comias quem? Ganha juízo que eu também sou dragão e tenho nojo de gente como tu! Mais, eleva lá o nível da conversa que o Gordo é um tipo com uma cultura maior que as Antas...
Beijo anónimo e prometo que te vamos ensinar que já não diz: "comia a gaja" e esse tipo de coisas baixo nível.
Sandroca

Mensagens populares