barrabás ou torquemada?

apaguei um comentário deixado no texto anterior por manifestamente ser de mau gosto, cobarde e vil mas não resisto a deixar uma resposta ao "bravo, valente e corajoso" internauta que a coberto do anonimato, porque o barrabás com que assinou só pode ser brincadeira, fez ameaças e falsas promessas.
brincadeira porque, sendo "católico" como afirma, deveria saber que esse nome não foi a melhor escolha, jesus que o diga.
depois, no decorrer do texto, deixa uma série de tontices sobre a maçonaria dizendo que é "católico" e não precisa de se esconder.
eu sou maçon e católico e também não preciso.
mais à frente afirma que os maçons são uma "cambada de xoxialistas" sedentos de subir na vida a qualquer preço.
sorrio, porque não sou nem "xoxialista", seja lá isso o que for, nem socialista, e subo todos os dias 66 degraus para chegar a casa, isto sim é que é subir na vida, se fosse como afirma já tinha mudado de casa ou instalado um elevador.
a falta de tacto é tanta que até refere algo que nunca aconteceu: o célebre episódio em que fui acusado de rasgar um acórdão no finado bombástico.
acaba com uma pérola digna de uma pessoa de bem: "já estou a mexer os cordelinhos para correr consigo do meu canal porque não queremos lá gente como você".
caro barrabás, faça o favor de mexer os cordelinhos, mas espero que o faça sem ser a coberto do valente e corajoso anonimato mas fique ciente de uma coisa: o tempo da inquisição já lá vai e o caro não será por certo o tomaz de torquemada tristemente célebre inquisidor-mor de castela e aragão e tenha cuidado ao manusear os cordelinhos não fique irremediavelmente enredado na teia...

Comentários

Soltem Barrabás disse…
Caro JS, os blogs teêm destas coisas... Sinto-me lisonjeado por perder tempo com este quase tanto anonimo que vc.Sou relatimaente novo, recém mestrado em engenharias, levo uma vida pacata numa cidade pequena e anónima do litoral, adepto do Grande e Grandioso. Digo-lhe que toda a sua resposta ao meu comentário prova o quando tenho razão acerca a maçonaria.Já vê fantasmas em todo lado. Presumo então que tenha bons e persistentes inimigos. E vai chamar os amigos, que presumo seja maçónicos( que raio de palavra). Veja lá se vai necessitar da ajuda do grão-mestre para me tratar da saúde. Mostra bem a filosofia da sua seita. Aí é assim não é? quem afrontar o seu grupinho apanha. Onde é que ouvi uma coisa parecida..."Quem se mete com o ps apanha". è tudo farinha do mesmo saco e infelizmente da má. Este país nao tem futuro para jovens licenciados, mestrados, que querem ser alguem na vida sem ter que se associar a qq grupo de interesse, n o deixam pq este é o país da cunha, dos conhecimentos e não mérito pessoal.(O que passa na Grécia brevemente chegará aqui) Diz que a maçonaria não é secreta? Mas posso ir assistir ás vossas reunioes? Como posso entrar? ( cruzes credo canhoto). E para acabar que isto vai longo, barrabás não é um nick ao acaso, e vc que é dado a simbologia devia ter descortinado isso...O povo pediu barrabás, um criminoso e não a sua salvaçao, o messias... E digo-lhe nada me move contra si. Até o tenho em boa consideração por ser do clube do povo, do clube democratico,e concordo com muitas das coisas que escreve ...mas pronto, desculpe a minha irritação, mas maçonaria n acrescenta nada...antes pelo contrário.


Ps: Por favor Sr José, não destrua a minha vida que sou pobre só pq nao concordo consigo. Por favor não faça o meu patrao me despedir, quero casar com a minha namorada e ter uma casa e poder surfar com o meu catraio. Por favor peço encarecidamente que não use os seus poderosos e obscuros conhecimentos ;)para me aniquilar, eu que me escondo no anonimato , . Ah, sou antifa e militante do PNR, assim tipo católico e maçon....
da mesma forma que nada o move contra mim, também nada me move contra si.
o problema não foi a alusão à maçonaria, também por lá não concordo com tudo e disso mesmo dou conta.
poucos como eu têm criticado, sem medode represálias, esta democracia(?) podre que está a destrui Portugal.
Na minha vida pessoal não beneficiei em nada com o facto de ser maçon: ao fim de 5 anos continua em trabalho precário, recibos verdes, sem direito a férias ou subsídios de desemprego, continuo a ser uma "ovelha ranhosa" porque não estou nas mãos de ninguém e penso por mim. eu sei do que fala não gosto é quando argumenta com inverdades como a do acordão que eu não rasguei mas dizem que o fiz.
Assumo que me arrependo por não o ter feito, pleo menos tinha a fama e o proveito.
Apesar da ironia do seu comentário, saiba que não perco tempo a fazer mal aos outros, prefiro canalizar essa energia para tentar fazer bem a mim e aos meus, por isso não gostei da "ameaça velada" em "mexer os cordelinhos" para prejudicar a minha vidinha pacata.
Quem não se sente não é filho de boa gente e sempre lhe digo também que eu não sou antifa, nem do PNR mas tenho amigos que o são e não fazem mal, antes pelo contrário. Não sou de esquerda, sou apenas um português... que tem saudades de Portugal e que se assume dando a cara...
Lagash disse…
Caro irmão,

Digo-te para não perderes tempo com essas vozes que em nada contribuem para o teu bem estar, nem o meu, nem o de qualquer humano. Apenas se trata de alguém que gosta de falar do que não conhece, e que quer protagonismo, como se tu, sendo figura pública, o fosses transmitir em directo para o país em jeito de mensagem de Natal.

Dar importância a "Barrabás" dá-lhe ainda mais do que pretende.

Lembro-me de alguém, que me confrontou com o nosso "secretismo". Respondi desta forma:

"Por acaso, tentamos entrar, à socapa, para um clube privado? Mesmo que seja apenas para ver o que raio eles fazem lá dentro? Por acaso tiramos-lhes fotografias para que se saiba quem são, ou publicamos os seus nomes no jornal? Não , pois não?

Achamos que lá se fazem grandes negociatas de muito dinheiro e se decide o destino de pessoas e nações? Sim? Pois achamos. É que em certos clubes isso talvez aconteça. Não faço a minima ideia. Porque raio não vamos cercar esses homens com mil invenções a seu respeito e maquinas fotográficas?

Dou a minha palavra de honra que nada dessas coisas acontece na maçonaria, que tal como nos clubes privados, é reservado o direito de admissão e não são divulgados os nomes dos seus membros. Na maçonaria faz-se o bem, pelo individual, pelo crescimento intelectual e cognitivo, pela caridade e benovelência. Ensina-se os princípios do bem sobre o mal, sem recurso directo à religião, que apenas tem como intuito sustentar um juramento.

A maçonaria não intervem directamente na sociedade, mas sim de uma forma indirecta, onde os obreiros (nós), pela sua acção individual, perante o seu trabalho, família e amigos, agem de uma forma positiva e conforme os tais princípios - mas repito: sem qualquer negociata, esquema, segredo escabroso, ou políticas escondidas."

Um Tríplice Abraço Fraterno deste irmão português da Grande Loja Unida de Ingleterra.
Mário L. Soares

Mensagens populares